Notícias

Campanha de vacinação contra a gripe inicia na segunda

Por conta da pandemia do coronavírus, a Campanha de Vacinação contra a Influenza 2020, prevista para abril foi antecipada e inicia segunda-feira (23), seguindo até 22 de maio, sendo 09 de maio, o Dia “D’ de mobilização nacional. O objetivo da antecipação da campanha é evitar o aumento de doenças respiratórias e a sobrecarga do sistema de saúde.

Conforme o secretário de Saúde, John Nodari, nesse ano a vacinação será em três fases, com grupos prioritários distintos. "O primeiro grupo a receber a vacina são os idosos, a partir de 60 anos e profissionais da saúde. A segunda fase inicia no dia 16 de abril e abrangerá professores das escolas públicas e privadas, profissionais das forças de segurança e salvamento, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais. A terceira e última fase começa no dia 09 de maio e é destinada a crianças de seis meses a menores de seis anos, gestantes, puérperas, povos indígenas, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos, sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade, funcionários do sistema prisional e adultos de 55 a 59 anos de idade", conta.

Segundo o secretário, pessoas portadoras de doenças crônicas devem apresentar, no ato da vacinação, a prescrição médica, especificando o motivo da indicação da vacina. Os professores devem apresentar declaração que será fornecida pela Secretaria de Saúde.

 

SARAMPO

Concomitante a vacinação contra a gripe, a coordenadora da sala de vacinas, enfermeira Fernanda Regina Brod informa que foi prorrogada até 30 de junho, a Campanha Nacional contra o Sarampo. “De 10 de fevereiro a 13 de março, a vacinação foi dirigida ao público de 20 a 29 anos e agora as pessoas com até 49 anos devem receber uma dose da vacina, independente da situação vacinal. Ao público de 50 a 55 anos, a vacina segue de rotina, assim como a dose para crianças a partir de seis meses", detalha.

Fernanda explica que considerando a pandemia do coronavírus, todas as medidas de precaução serão tomadas pelos servidores que estarão à frente das campanhas e também

em prol da população. Ela menciona que serão colocadas cadeiras em frente a sala de vacinas, ondem as pessoas poderão se acomodar a um metro de distância, considerando ainda que a sala de vacinas estará o tempo todo com a porta aberta e ficarão apenas quatro pacientes por vez.