Notícias

Creas repassa informações alusivas à Campanha do Dia Nacional de Combate ao Abuso e a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes

Dezoito de maio é o “Dia Nacional do Combate ao Abuso e a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes”.  O objetivo principal da campanha é trazer informações sobre esse tema, de forma a sensibilizar e convocar toda a sociedade a participar da luta em defesa dos direitos de crianças e adolescentes.

A violência sexual pode ocorrer de duas formas: pelo abuso sexual ou pela exploração sexual. O abuso sexual é a utilização da sexualidade de uma criança ou adolescente para a prática de qualquer ato de natureza sexual. Essa violência pode se manifestar dentro do ambiente doméstico (intrafamiliar) ou fora dele (extrafamiliar). E a exploração sexual é a utilização de crianças e adolescentes para fins sexuais mediada por lucro.

As estatísticas mostram que 80% das situações de violência sexual contra crianças e adolescentes acontecem dentro do contexto familiar (violência intrafamiliar), principalmente na própria residência das vítimas, sendo praticadas por pessoas próximas e de confiança, das quais deveriam realizar a proteção integral dessa criança ou adolescente, e não a violação dos seus direitos.

É necessário que a criança e o adolescente sejam capazes de compreender o que é a violência sexual e quais os meios de pedir ajuda.

Sendo assim, para que sejamos capazes de prevenir a violência sexual contra crianças e adolescentes precisamos falar sobre isso. Precisamos lhes ensinar quais são suas partes do corpo, quais são suas partes intimas, quem pode ou não tocá-las; a quem devem recorrer quando algum fato desagradável acontecer; é necessário que sejam supervisionadas suas saídas, amizades, internet, principalmente nas circunstâncias atuais, onde as crianças/adolescentes passam mais tempo utilizando as redes sociais.

Lembre-se, não há justificativa para a violência sexual, a criança ou adolescente jamais serão culpados, eles são sempre vítimas. Então, quando uma criança ou adolescente verbalizar ou apresentar comportamento que possa indicar violência sexual, não o desvalide, procure ajuda! Não falar sobre esse assunto é se omitir, e a omissão permite que as violações continuem ocorrendo.

É dever de todo cidadão denunciar, não denunciar é ser conivente com esse tipo de violência. As denúncias em nosso município podem ser realizadas pelo Disque 100, que é uma base de denúncia nacional, na Policia Militar pelos números (45) 988092471/3282-1112, ou no Conselho tutelar por meio do 988054334/3282-1590.

No endereço https://www.facebook.com/prefeiturapatobragado/videos/256445309048245/ podem ser obtidas mais informações. Além disso as dúvidas e informações sobre a temática violência sexual com crianças e adolescentes podem ser esclarecidas pelo Creas.

 

*Coordenadora do Creas, assistente social Rafaela Melo Damasceno Couto

*Psicóloga do Creas, Mayara Zeiser de Paula