Notícias

Curso de Introdução à Fruticultura é iniciado pelo governo de Pato Bragado

A Secretaria de Agricultura, Pecuária e Meio Ambiente de Pato Bragado e a Biolabore realizaram no início da tarde de hoje (06), na Associação Comercial, Industrial e Agropecuária (Acibra), a abertura e o primeiro modulo do curso de Introdução à Fruticultura. Com diversos produtores rurais inscritos, será aplicado em mais três módulos, nesse mês pelo engenheiro agrônomo, Alessander Von Wagner Fagundes.

No primeiro módulo o engenheiro agrônomo promoveu a formação e capacitação sobre manejo e conservação do solo e da água, preparo do solo, implantação, propagação, enxertia, condução, poda e tratamentos fitossanitários de frutíferas.

Nas etapas seguintes, programadas para os dias 13, 20 e 27 de outubro serão realizadas visitas técnicas às propriedades, com abordagens específicas das culturas de maçã, pera, pêssego, ameixa, figo, uva, morango, abacate, caqui, citros e maracujá, banana, goiaba, acerola, manga e pitaya.

Conforme a secretária de Agricultura, Pecuária e Meio Ambiente, Jaqueline Vanelli, em todas as aulas serão discutidas as demandas dos produtores, limites e possibilidades de comercialização de cada espécie, no contexto da agricultura familiar do oeste paranaense. Além do manejo, produção e aplicação de caldas minerais e bioestimulantes/biofertilizantes para tratamento fitossanitário, nutrição vegetal e condicionamento biológico do solo a partir dos princípios e conceitos da agroecologia.

Cientes da importância do consumo de frutas, principalmente sem agrotóxicos, a exemplo do que ocorre na merenda das escolas do município em que frutas, verduras e legumes são provenientes da agricultura familiar e orgânica de produtores locais, o prefeito Leomar Rohden, o Mano e o vice-prefeito, secretário de Saúde, John Nodari destacaram a importância do poder público e parceiros como a Biolabore incentivarem essa atividade natural e saudável, que gera renda e desenvolvimento, principalmente aos pequenos produtores.

As autoridades disseram que, além desse curso, outros estão em desenvolvimento por intermédio da Secretaria de Agricultura, Secretaria de Assistência Social e Secretaria de Indústria e Comércio, sendo todos gratuitos, voltados aos produtores rurais, formação inicial de jovens, servindo como porta de entrada para o primeiro emprego e qualificação profissional por intermédio do Senac, Senai, Senar e Sindicato Rural.