Notícias

Potencial de Pato Bragado e região desperta interesse de alemães na geração de energia solar

A transição de energia está cada vez mais presente à realidade dos brasileiros. As crises hídricas e como resultado disso, o aumento das tarifas de energia elétrica estão se tornando um gargalo na vida dos consumidores e a solução encontrada, por ser uma fonte mais econômica e segura para o futuro, tem sido a energia solar.

Em Pato Bragado, a expansão do agronegócio vive um ápice. Produtores rurais investem cada vez mais em novas alternativas de produção e necessitam ainda mais de energia. As indústrias locais também aplicam cada vez mais na transformação da matéria-prima em vários produtos.

Com base nesta realidade nos dias 11 e 12 de setembro, a empresa SUNfarming, ligada ao setor de alimentos e energia, com sede na cidade de Erkner, em Brandemburgo, na Alemanha, promoveu uma visita técnico-empresarial às lideranças, produtores rurais, industriais e comerciantes do município.

O presidente da SUNfarming, Peter Schrum mostrou-se impressionado com a pujança do agronegócio na região e ofereceu propostas de investimentos internacionais para o incremento da produção de energia fotovoltaica, associada à produção agrícola vegetal e animal.

Também foram apresentados pelo presidente, os modelos de produção e armazenamento de energia, associando fontes solares e de biodigestores com a produção de hidrogênio e amônia que podem ser posteriormente armazenados e utilizados na mobilidade, e como estoque de energia, nos períodos onde não há geração natural.

O presidente expôs que atualmente mais de 100 SUNfarmers trabalham em posições de gerenciamento técnico e comercial na Alemanha e nas unidades da SUNfarming no Reino Unido, Turquia, Polônia e África. No total, segundo ele, a empresa alemã emprega aproximadamente 320 funcionários relacionados ao projeto em gerenciamento de construção e montagem em todo o mundo.

Conforme Schrum o sistema fotovoltaico SUNfarming é seguro e economicamente vantajoso, com produção da própria eletricidade a um custo de cerca de 11 centavos por kWh. Ele garantiu ainda que os investimentos na estrutura ficariam por conta da SUNfarming e de que a energia excedente poderá ser fornecida à rede.

Em breve os empresários alemães realizarão estudos econômicos para apresentar a investidores e lideranças regionais.

O prefeito Leomar Rohden, o Mano e o vice-prefeito, secretário de Saúde, John Nodari, assim como a equipe administrativa permanecem no aguardo de um novo encontro com o presidente da empresa alemã para explanação de novos detalhes dos investimentos que podem beneficiar o município e a região lindeira.